Pesquisar este blog

Mostrando postagens com marcador Argentina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Argentina. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 7 de março de 2013

Misteriosas mutilações de animais na Argentina

Há mais de um mês mortes misteriosas que mutilações de animais e extração de orgãos vêm ocorrendo em diferentes localidades rurais da Argentina como nos campos dos departamentos de Victoria, Colonia Yeruá, Viale e Villaguay - todos estes localizados na província de Entre Ríos. Os cortes são precisos e cauterizados. Os casos vêm-se multiplicando desde a segunda semana de julho (2012)

O pesquisador Simondini Andrea Perez, da organização Visão Ovni (www.visionovni.com.ar) - comentou: Os veterinários que analisaram os casos não encontraram uma explicação natural para a s lesões.

Em 15 de julho (2012), um cavalo foi encontrado morto com feridas estranhas no queixo. O animal parece ter sido morto no local onde foi achado. Não havia rastros nem vestígios de sange na área em torno nem no corpo do animal.

Na área abdominal foram notados sinais da ação de predadores naturais, que agiram no post mortem mas os cortes detectados que produziram a morte eram extremamente precisos.

Estes cortes foram verificados na cabeça, onde foi feita uma incisão semi-circular expondo os ossos do focinho na região do maxilar inferior. O pavilhão auricular foi completamente removido,assim como os olhos, língua e órgãos reprodutivos. O proprietário do animal não foi identificado.

Proprietários de uma pousada próxima ao local onde este mamífero foi achado - Posada de la Lechuza - identificados como Mrs. Rocio e Juan, testemunharam ter visto o cavalo ainda agonizante. Na ocasião e em dias que se seguiram, o casal, Rocio e Juan, ambos viram ...uma forte e ampla luminosidade, muito intensa, laranja avermelhada perto da laguna... (del Pescado).

Enquanto isso, multiplicam-se osavistamentos de estranhas luzes no céu da Argentina.

Simondini Andrea Perez informa que: Desde o final de julho e início de agosto, nós (da organização Visão OVNI) recebemos dezenas de denúncias. Em 2002, um surto desse tipo de mutilações ocorreu na região central da província de La Pampa. Agora, os fenômenos deslocaram-se, concentrando-se na província de Entre Ríos.

VACAS

Em Lucas Norte, outro município situado na província de Entre Ríos, também recentemente, entre as últimas semanas de julho e primeiros dias de agosto (2012) foram registrados ao menos três casos de mutilação de gado. 

Os animais tinham a pele da cabeça cuidadosamente removida, com precisão de bisturi. Em uma das vacas, a língua foi extraída desde a raiz e o tecido circundante estava intacto.

Os animais foram achados há apenas 50 metros da casa da fazenda cuja localização, o proprietário prefere que permaneça em sigilo, temendo o assédio de ufólogos e outros especialistas. Dois dos casos ocorreram em 04 de agosto (2012).

Nestes casos, os animais vitimados vinham apresentando sinais de saúde debilitada, estavam magros. A fazenda enfrentava um problema: os pastos estavam secando. À princípio, o fazendeiro pensou que as mortes tinham sido obra de ladrões de gado porém a hipótese foi descartada porque os melhores cortes dos animais não foram removidos.

OUTROS CASOS

Outro caso ocorreu em Nogoyá, também município da província de Entre Ríos onde um cavalo apareceu morto com o coração e órgãos genitais extraídos.

O cavalo tinha um furo com 35 cm de diâmetro no peito (imagem acima) entre as duas patas dianteiras e outro orifício da parte traseira, de onde foram extirpados os órgãos genitais. Mais uma vez, os sinais de sangramento eram mínimos, tanto no local quanto no corpo do animal.

Outra queixa semelhante foi apresentada em junho (2012) por um produtor da área de Crucecita, distante cerca de 50 km da cidade de Nogoyá. Ali foram vários os animais mutilados.

Nas vizinhanças da cidade de Viedma, província de Rio Negro - departamento de Adolfo Alsina, Argentina - foi um novilho (imagem acima) que apareceu morto com cortes perfeitos na região da cabeça e outras lesões estranhas no corpo como a extração precisa dos globos oculares. Também foram cirurgicamente retiradas as glândulas salivares e a língua. Na mesma região, casos semelhantes ocorreram em 2003 e 2005.

CHUPACABRAS, ALIENÍGENAS & AUTORIDADES

Diante desses numerosos casos de animais mutilados, os rumores sobre a presença de chupacabras na região tem se intensificado. O chupacabras é uma criatura criptica (enigmática, misteriosa), mitológica, uma lenda. 

Todavia, a precisão dos cortes e regularidade dos orgãos visados pela ação do desconhecido predador fazem pensar em um agente inteligente e não um animal utilizando garras e presas para dilacerar suas vítimas.

Quanto ao parecer das autoridades sanitárias governamentais, a hipótese do chupacabras ou da ação de extraterrestres deve ser descartada como mera fantasia popular. Segundo os especialistas oficiais, seus exames indicam que as lesões encontradas nos animais foram perpetradas depois da morte dos bichos, o que explicaria a ausência de sangramentos significativos e os responsáveis seriam predadores naturais como raposas e ratos do campo. (Curiosamente, as aves de rapina não são mencionadas nos relatórios dos sanitaristas).

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Força Aérea Argentina está investigando 23 casos ufológicos

Algumas ocorrências podem ser positivas (inexplicáveis), segundo os militares - Crédito: Inexplicata/Scott Corrales
Equipe de profissionais procurará agora provas científicas, mas os ufólogos dizem que o estado não demonstra vontade de liberar arquivos secretos.
Há aproximadamente um ano, uma notícia surpreendeu a sociedade argentina: a Força Aérea montava uma comissão para pesquisar os casos de UFOs nos céus da nação [ Veja Argentina acaba de confirmar decisão de criar comissão oficial de pesquisa ufológica e Apresentada comissão oficial para estudo do Fenômeno UFO na Argentina ]. Até hoje, esse organismo recebeu 102 denúncias. A maioria não prosperou, mas outros 23 casos já estão em uma segunda etapa de investigação. E ainda que os responsáveis pela comissão não queiram dar detalhes, porque “se trata”, dizem, “de informação confidencial”, deixaram abertas as chances de que algum deles seja positivamente inexplicado. Os ufólogos, no entanto, duvidam de que essa confirmação chegue em algum momento.
A Comissão de Investigação de Fenômenos Aeroespaciais (CIFA) [Ou como divulgado na matéria original, Comissão de Estudo de Fenômenos Aeroespaciais (CEFAE), também mencionado em outras fontes como Comissão de Estudos de Fenômenos Aeroespaciais ou Celestes (CEFAC)] começou a trabalhar em abril de 2011, ainda que tenha se oficializado em 06 de maio. Desde então, o organismo da Força Aérea Argentina (FAA) recebeu 102 denúncias de fenômenos estranhos, entre as quais 79 foram confusões óticas ou más interpretações de acontecimentos explicáveis, e inclusive tentativas de fraude, com fotos adulteradas. Mas outras 23 pesquisas seguem seu curso. Uma delas foi uma estranha luz avermelhada que um piloto de um voo charter que ia do Aeroporto a Ushuaia avistou à altura de Comodoro Rivadavia.
“O objetivo é reunir informação para apurar os dados científicos”, explicou o comodoro Guillermo Oscar Aloi, licenciado em informática e há menos de um mês chefe da CEFAE. “Não queremos gerar falsas expectativas”, preveniu o capitão Mariano Mohaupt, membro da equipe.
Até agora, a comissão não saiu à caça do inexplicável, se concentra nos relatos que recebe no site da FAA ou no edifício Cóndor. O primeiro filtro é um questionário com mais de 30 pontos que cada interessado deve preencher. Depois, com as respostas, aplicam-se dois sistemas de medida que somam pontos segundo a estranheza do fato (entre outros fatores, luminosidade e movimento) e a credibilidade da testemunha. Da pontuação final, depende que o caso continue ou seja descartado.
Se avançar, consulta-se aos meteorologistas, engenheiros aeronáuticos, técnicos em radar e em posicionamento satelital que fazem parte do organismo, entre outros profissionais. Procura-se reconstruir que ocorreu e as conclusões dependem desses relatórios. CRÉDITO: CLARÍN
Mas no mundo da Ufologia, as opiniões estão divididas. Enquanto alguns pesquisadores acham que a comissão dará institucionalidade ao seu trabalho, outros não ocultam fortes críticas. “Nós contabilizamos 250 fatos no ano passado e a CEFAE não pesquisou nem opinou sobre nenhum. As Forças Armadas criaram equipes para pesquisar UFOs desde 1962, mas jamais explicaram nada”, disparou Luis Burgos, titular daFundação Argentina de Ovnilogía (FAO) de La Plata e coordenador da Rede Argentina de Investigação Ovni (RADIO). Adrián Nicala, jovem pesquisador que trouxe à público a onda de avistamentos no oeste do país, coincidiu: “Não há vontade de desclassificar arquivos. Qualquer ufólogo com impulso consegue mais que uma comissão oficial”.
Diante dessas queixas, a FAA elege a prudência. “Procuramos um perfil técnico, não queremos participar em polêmicas”, assinalou Mohaupt. Aloi precisou: “A CEFAE conta com 21 profissionais especializados e com a possibilidade de consultar outros organismos do Estado. Isso é muito valioso e as portas estão abertas para qualquer caso que nos envolva”.
Um dos cinco civis que colaboram com a comissão, o pesquisador de La Plata Carlos Ferguson, adverte:“Que ainda não tenha um caso sem explicação é compreensível, porque os casos fortes não são abundantes. Mas a cada dois ou 3 anos aparecem fatos que resistem a todas as provas”.
CRÉDITO: CEFORA
Adicione Nosso Facebook: www.facebook.com/ufolologia.missioneira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...