Pesquisar este blog

Mostrando postagens com marcador alienígenas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador alienígenas. Mostrar todas as postagens

domingo, 1 de novembro de 2015

Desenho misterioso volta a aparecer em plantação no Oeste de SC




Como acontece desde 2008 nesta época do ano, desenhos misteriosos surgiram em uma plantação de trigo na pequena Ipuaçu, no Oeste de Santa Catarina. Oagroglifo, como os especialistas chamam as figuras geométricas que aparecem em plantações, foi visto neste sábado pela manhã na localidade de Vista Alegre, no interior do município.


Ufólogos e pesquisadores estudam o tema, porém os desenhos ainda são um mistério e promovem discussão na cidade de 11,5 mil habitantes. Alguns acreditam em extraterrestres, outros apostam em uma brincadeira. O ufólogo Ademar José Gevaerd, editor da Revista Ufo, que pesquisa os agroglifos na cidade postou em sua rede social que se dirigia ao município para verificar o fenômeno.
Círculos aparecem em plantação em 2012 em Ipuaçu

Conforme a assessoria de imprensa da prefeitura, o dono da propriedade é de Xanxerê e não estava no local, porém as figuras foram vistas por vizinhos ao amanhecer:

— As pessoas falam que não acreditam, mas quando tem vão lá ver. Sempre na semana de Finados aparecem essas coisas estranhas — conta o assessor Mauro Bevilaqua, que acrescenta que diversas pessoas foram ao local neste sábado.

Foto: Novelo Filmes / Divulgação

A equipe da produtora Novelo Filmes, de Florianópolis, está na cidade para gravar o documentário Círculos, justamente sobre o tema. Em sua rede social, eles afirmam que foram os primeiros a chegar ao local, por volta das 7h da manhã, e registraram o desenho. O documentário deve ficar pronto em 2016 e será exibido no History Channel.
Os desenhos no trigo surgem desde 2008 em Ipuaçu, em diferentes terrenos e formas, porém sempre na mesma época. Em 2008, foi na pequena comunidade de Toldo Velho que surgiram os primeiros círculos com 19 metros de diâmetro, no dia 9 de novembro de 2008. Naquele ano 2 mil visitantes estiveram no local para visitação, segundo a prefeitura de Ipuaçu.
Fonte matéria:ZERO HORA 

quinta-feira, 15 de maio de 2014

O óvni de Parnamirim



Misteriosos registros de objetos voadores não identificados parecem ser algo que está muito além dos céus norte-americanos, europeus ou asiáticos.
 Ultimamente, em uma cidade da região metropolitana de Natal (RN), alguns avistamentos mudaram a rotina da cidade e seus habitantes. A cidade de Parnamirim nunca mais será a mesma depois dos casos inquietantes, registrados em vídeos amadores pela população da cidade.

 O que é? Irão voltar? Ninguém sabe... De acordo com os moradores da cidade, um objeto redondo e brilhante foi avistado nos céus desde dezembro de 2012, contudo, nenhuma investigação por parte dos órgãos competentes foi realizada até o momento. “Eu tenho certeza absoluta de que não é um avião.
 Ele é redondo e não faz barulho” Afirma o professor Edvaldo Gomes, que já avistou o objeto inúmeras vezes e, inclusive, chegou a comprar uma câmera para registar o fenômeno (veja os vídeos abaixo). A questão dos óvnis ainda é um assunto tratado com reserva pelo governo brasileiro, contudo uma portaria de 9 de agosto de 2010, regulamenta como a Aeronáutica deve proceder no caso de avistamentos.

 Nesta situação, Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra) seria o órgão responsável por receber e catalogar as notificações referentes a óvnis. Os registros ("relatados por usuários dos serviços de controle de tráfego aéreo") devem ser encaminhados ao Centro de Documentação e Histórico da Aeronáutica (Cendoc).

 Um dos casos mais famosos de óvnis no Brasil ocorreu em 1977 e ficou conhecido como Operação Prato. Militares chegaram a investigar objetos voadores vistos por moradores da cidade de Colares, no Pará. A presença de óvnis, contudo, nunca foi comprovada pela FAB. Veja abaixo os impressionantes registros sobre o óvni de Parnamirim:

  video: Ao longo de quase dez minutos, uma luz oscilante é avistada um pouco acima da linha do horizonte. O ponto luminoso apresenta brilho de intensidade variada, às vezes é mais forte, outras é mais fraco. 

domingo, 13 de abril de 2014

Sintomas de abdução por Cassyah Faria


Memórias a bordo da nave. Algumas experiências são típicas de uma vivência dentro de nave. Elas podem surgir como memórias difusas ou sonhos bizarros. Também há sintomas físicos dessas ocorrências. Por exemplo:

· Ver diversos tipos de seres, trabalhando juntos.
· Alguns aparecem como seres de “luz” ou “energia”, geralmente com silhueta humana, alguns de grande beleza.
· Seres pequenos, com pouca ou nenhuma expressão facial e corpo infantil.
· Os famosos greys. Alguns parecem animalescos e até reptilianos, com atos robóticos, bizarros. Outros podem parecer familiares ao abduzido e gerar sentimentos de afeição, uma sensação de “conexão”. Outros ainda podem causar terror puro e simples.

· Procedimentos médicos e de monitoramento são frequentes.
· Procedimentos de cura são frequentes.
· Informações de cunho espiritual ou meramente educacional são frequentes.
· Ocorrências de êxtase espiritual são frequentes, gerando uma sensação de bem-estar incomparável.
· Outros humanos podem estar presentes, conhecidos ou não.
· É frequente a sensação de cruzar portais interdimensionais.
· É comum a visita a paisagens estranhas.
· É comum a memória do retorno ao quarto. A maioria das pessoas percebe o momento da volta ao quarto.
· Acordar cansado, lento.
· Partes do corpo podem sofrer ferimentos leves, marcas, vermelhidão, embora de origem desconhecida.
· Sonolência inexplicável e fora de hora.
· Extrema sensibilidade ao barulho.
· Problemas nas costas ou pescoço.
· Problemas de sinusite/sangramento nasal.
· Pressão arterial baixa.
· Ausência de menstruação.
· “Gravidez falsa”.
· Distúrbios alimentares.
· Insônia, problemas para dormir à noite.
· Urinar na cama até muito tarde na infância.
· Paralisia do sono.

Esses são indícios de uma abdução noturna, quando o individuo está mais vulnerável. Geralmente segue-se uma inquietação e medo de relembrar estas experiências. Muitas experiências de abdução podem parecer simples viagens astrais, mas podem deixar vestígios físicos. Há também uma série de sensações que precedem uma abdução.
São elas:
· Animais domésticos ficam estranhos, com sono ou agitados, assustados ou arredios.
· Sensação de paralisia.
· Medo, sensação de pânico. Pressentimento de presenças.
· Sensação de que algo vai acontecer.
· Luzes estranhas no quarto.·
Outras pessoas a seu redor adormecem e não conseguem despertar de modo algum.
· Por vezes o abduzido é levado fisicamente à nave, mas em outras ocasiões ele vai em corpo astral/energia, deixando o corpo na cama.
Além disso, uma série de sonhos é sugestiva de uma possível abdução
· Sonho onde o indivíduo cruza paredes ou janelas.
· Sonhos com bebês ou crianças de aparência incomum.
· Sonhos eróticos com pessoas desconhecidas e/ou seres não-humanos.
· Sonhos com gravidez/parto.
· Estranha conexão com crianças desconhecidas.
· Imagens catastróficas, apocalípticas.
· Imagens de seres removendo fetos ou invadindo o útero.
· Imagens desoladas, estéreis.
· Sonhos de perseguição.
· Sonhos envolvendo exames médicos ou instrumentos incomuns.
· Seres estranhos, sonhos com naves.

Outros sintomas de natureza psicológica:

· Necessidade de dormir com a luz acesa.
· Dificuldades sexuais e de relacionamento.
· Desejo estranho de mudar de residência.
· Falhas de memória de eventos da infância.
· Sensação de ser muito mais “mente aberta” que o normal das pessoas.
· Crença na existência dos extraterrestres.
· Falta de autoestima.
· Medo do escuro.
· Manter a cama longe da janela, possivelmente encostada na parede.
· Claustrofobia.
· Pânico ou ansiedade em corredores.
· Medo de médicos ou dentistas.
· Sensação de estar sendo observado.
· Pavor de agulhas.
· Dificuldade em confiar nos outros.
- Traumas sexuais na infância ou adolescência
· Névoas estranha.
· Sons estranhos.
· Figuras fantasmagóricas, vultos andando pela casa.
· Medo de elevador.
· Medo de janelas.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Estados Unidos e os Ovnis



Paul Hellyer, ex-ministro da defesa do Canadá, foi entrevistado no programa SophieCo da canal RT, com Sophie Shevardnadze, para discutir a respeito de extraterrestres e OVNIs.
Hellyer acredita que os extraterrestres estejam visitando a Terra e por anos ele tem falado publicamente sobre isto. Em várias ocasiões ele declarou que os “OVNIs são tão reais quanto os aviões que voam por sobre nossas cabeças“.


Shevardnadze perguntou ao Hellyer, “Por que você diz que os OVNIs são tão reais quanto os aviões que voam por sobre nossas cabeças?”

Hellyer respondeu, “Porque eu sei que eles são. Na realidade, eles têm visitado o nosso planeta por milhares de anos“.

Hellyer alega que os OVNIs têm sido abatidos por ações militares e que a tecnologia alienígena tem sido agregada pelos humanos. Ele declarou:

“No que diz respeito à tecnologia, eles estão anos luz à nossa frente, e já aprendemos muitas coisas deles. Boa parte do que usamos hoje veio deles, você sabe – luzes LED, microchips, coletes de Kevlar e todos os tipos de coisas que obtivemos da tecnologia deles, e podemos conseguir muito mais também, especialmente nos campos da medicina e da agricultura, se abordarmos a questão de forma pacífica. Mas, eu acho, alguns de nós estão mais interessados na obtenção de tecnologia militar, e eu penso que isto é uma mentalidade errada, e é algo que teremos que mudar, porque teremos que trabalhar juntos, todos nós, em todos os lugares do planeta.“

Shevardnadze perguntou ao Hellyer se pelo fato de abatermos estes OVNIs estamos arriscando uma guerra interestelar e, se este for o caso, “deveríamos estar criando uma força do tipo ‘Guerra nas Estrelas’ para nos defender de uma possível invasão, ou algo assim?”

Hellyer respondeu, “Eu acho que é uma possibilidade, mas é uma possibilidade que pode ocorrer especialmente se abatermos todo o OVNI que vier para o nosso espaço aéreo, sem perguntarmos quem eles são e o que querem. Desde o início despachamos aviões para tentar abatê-los, mas sua tecnologia era superior o suficiente ao ponto de que não sermos capazes de fazê-lo; certamente não por algum tempo. Durante aquele período eles poderiam ter nos invadido sem qualquer problema se quisessem. Assim, eu penso que ao invés de desenvolvermos nosso próprio projeto de ‘Guerra nas Estrelas’ para nos protegermos deles, nós deveríamos trabalhar com as espécies benignas, as quais são a vasta maioria deles, e contaríamos amplamente com eles, é claro, e cooperaríamos, contribuindo ao mesmo tempo. Eu não acho que há qualquer propósito em desenvolvermos uma força galáctica que nos levaria à tentação de prosseguirmos sozinhos e acabarmos no prejuízo, o que é algo que alguns deles se preocupam sobre nós”.

Paul Hellyer foi uma das várias pessoas que testemunhou no Citizen Hearing on Disclosure, em Washington, DC, que ocorreu em maio de 2013. Como parte de seu testemunho, Hellyer declarou que os “alienígenas estão vivendo entre nós e é provável que pelo menos duas espécies deles estejam trabalhando com o governo dos EUA“. Mais especificamente, Hellyer anunciou que pelo menos quatro espécies têm estado visitando a Terra por milhares de anos.

Fonte : ovnihoje.com
Nosso Facebook : www.facebook.com/ufolologia.missioneira

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Abdução e Hipnoterapia

O fenômeno de abdução é real. Existem, literalmente, milhares de pessoas sofrendo por resultado da abdução, sem compreender o que adveio-lhes. Embora eles tenham buscado tratamento com alguns regressionistas/hipnólogos, mas sempre de forma velada.
Uma pesquisa realizada por cientistas e pesquisadores de casos de abdução, afirma que entre 3 milhões á 6 milhões de americanos já foram abduzidos. Os grupos de apoio e de pesquisadores de casos de abdução podem ser encontrados facilmente por todo o país. A abdução é tão comum, que muitos grupos de apoio estão organizados ao redor de certos contextos específicos daqueles que acreditam terem sido abduzidos por aliens reptilianos, engravidados por aliens e de terem sido vítimas de uma ampla investigação dos relatos de abdução nas suas famílias.
Na minha experiência de mais de 20 anos como Hipnoterapeuta, apesar de não operar com pesquisas e resultados, observo pelo grande número de pessoas que atendo até hoje com esses casos, aqui no Brasil o número de abduzidos e contatados é bem expressivo.
Há relatos de inúmeros casos de pessoas que alegaram terem sido sequestradas de suas casas, de seus carros, de seus agradáveis lares e então sujeitadas a sinistras experiências por criaturas aliens a bordo de naves. Embora o conceito de abdução pareça um afetado e típico problema da década de 90, a idéia de contato imediato com seres de outros orbes abrange o fenômeno ufo.
Os ufólogos, os líderes de grupos de pesquisa ufo, os canais de reportagem e a Força Aérea, nunca tomaram a sério tais relatos dos contatados ufo. Como também das histórias de sociedades visionárias que tinham sobrevivido aos avanços tecnológicos que ameaçavam o nosso mundo, os seres aliens que tinham mensagens de paz de toda a galáxia ou alertando sobre o nosso iminente destino, foram nada mais do que imaginações proferidas por aquelas pessoas, que foram exibidas em vários filmes de ficção científica ou histórias já feitas ou publicadas. E sem qualquer tangível ou corroborativa prova, os relatos de contato alien foram desdenhados.

No início da década de 50, surgiram outros relatos de contato alien. Aqueles relatos eram distintos. Agora as vítimas eram arrastadas para dentro de naves e sujeitadas a invasivos exames. Os "médicos" aliens coletavam amostras de sêmen e óvulo e realizavam pequenas cirurgias antes de liberar as vítimas relativamente ilesas. Os médicos Alien inseminavam algumas mulheres, e deixavam os bebês gestarem por breve período de tempo, antes de retirá-los das abduzidas. Aqueles mesmos pesquisadores extraterrestres começavam a realizar experiências para gerar seres híbridos para caminharem entre nós para não serem apercebidos. Alguns ufólogos dizem que o governo firmou um acordo com os aliens permitindo que fossem efetuadas aquelas abduções, e até mesmo a implantação pelos aliens, de dispositivos de controle nos hospedeiros humanos. Em alguns terríveis relatos, os abduzidos disseram terem sido impelidos a se relacionarem com a fêmea alien. Normalmente o ato parecia pouco mais do que sexo pela prática do sexo, sem vinculação científica ou por experiência de pesquisa.
Este crescente grupo de vítimas de abdução não é um grupo que alguém curtiria cordialmente. Porque alguém se apresentaria ou se exporia em público, para ser esnobado em relatar sua abdução se isto realmente não tivesse ocorrido? Como eles poderiam simular as emoções? Por que aqueles relatos de acordo com aqueles pesquisadores, seriam relatados por várias pessoas que nunca se conheceram?, Segundo eles, não existe motivo para conjurar tais relatos, mas existe prova tangível de que a abdução é real. Somente uma ínfima parcela do fenômeno de abdução tem sido debatido na literatura ufo. Todos os livros, artigos de revistas, e shows de televisão apresentados e produzidos nos últimos 10 anos foram apenas superficiais.
Eles sondaram a dor daqueles abduzidos e lhes questionaram sobre os seus contatos alien, mas nunca investigaram o verdadeiro horror ocultado nas lembranças daquelas vitimas. Ainda que as perguntas árduas fossem questionadas e respondidas, e todas as informações pesquisadas, nós não podemos tomar conclusões sábias sobre a realidade do fenômeno de abdução extraterrestre.
A abdução acontece com pessoas aparentemente normais. Vários pesquisadores do assunto têm observado que a maioria das abduções possui raízes hereditárias, ou seja, seus antepassados também eram abduzidos. Muitas pessoas que são abduzidas desconhecem pela vida toda que passam por este processo. Isso pela sutileza com que são feitos tais sequestros, que na maioria das vezes beiram (ou se confundem) aos sonhos.
O Dr. John Mack, psiquiatra de Harvard, se tornou mais conhecido nos anos 90 como um terapeuta de abduções alienígenas e escreveu livros sobre seus pacientes que afirmam terem sido abduzidos. Por seu trabalho, John Mack passou pelo constrangimento de ser ridicularizado e investigado por seus colegas de profissão.
Dr. John Mack, corajosamente enfrentou a ira dos seus conservadores colegas de profissão, que tentaram manchar a sua reputação com calúnias e comentários depreciativos a seu respeito. Nas suas pesquisas com abduzidos, ele reparou que, com frequência, as experiências de abdução ocorrem numa família, às vezes até por três gerações, e que a natureza imprevisível de sua recorrência é um dos aspectos mais angustiantes do fenômeno.

Existem sintomas característicos manifestados pelas vítimas, diz ele, como por exemplo:
- sensação geral de vulnerabilidade, principalmente à noite;
- medo de escuro e de ficar sozinho à noite, dormir com a luz acesa (quando adulto),
- pesadelos e sonhos de estar em estranhas naves voadoras, ou enclausurado.
- Irritações na pele, cortes, furos ou outras lesões podem surgir da noite para o dia.
- Sangramentos nasais, queixas urológicas ou ginecológicas, além de dificuldade urinária durante a gravidez e sintomas gastro-intestinais persistentes.
- Gravidez interrompida e implantes deixados nos corpos dos abduzidos ocorrem com intensidade.
Por ser da Harvard, quando ele falou do assunto anos atrás a mídia deu muita atenção, e a Harvard queria até removê-lo de lá, mas não pode. Ele tem ótimos livros sobre o assunto, mas infelizmente quando dava uma palestra em Londres, foi morto em 27 de setembro de 2004 ao andar na rua por um carro. Ufologistas crêem que ele, como em muitos outros, foi eliminado. (Eu particularmente acredito nisso, apesar de estar no Brasil sofro muita perseguição de pessoas que querem calar a minha boca).
No Filme "TOUCHED" (LEVADOS, em português - Revista UFO), um documentário nomeado por um Emmy da cineasta Laurel Chiten, com comentários do Dr. John Mack fala sobre experiências de abdução e contato alienígena.
A Cineasta Laurel Chiten disse sobre o filme:
"Há alguns anos atrás o psiquiatra Dr. John Mack, de Harvard, um dos principais pesquisadores do fenômeno abdução alienígena, abordou-me depois de ver o meu recente filme, O judeu no Lotus. Ele queria que eu levasse em consideração fazer um filme sobre encontros de pessoas com estes alien. Eu disse-lhe não. Eu sabia nada sobre abdução alienígena, não tinha interesse e pensava que era tudo um pouco estúpido. Então, ele convidou-me para conhecer algumas das pessoas que afirmavam ter tido estas experiências. Eles pareciam normais e falaram sobre seus sentimentos de conexão e do anseio dessas visitas desses "intrusos" retornar. Eu praticamente caí nesse mundo cheio de pessoas que tinham sido tocadas por algo... E tiveram suas vidas explodidas por isso.
Fiquei fascinada. Sinto que fui abduzida pelo Dr. John Mack.
Isso começou a minha viagem para as vidas e mentes dos alegados abduzidos em todo o mundo, e em meu próprio percurso pessoal através de ceticismo, medo, insônia, fascínio, confusão e levou a muitas, muitas perguntas. Estas "experiências", como muitos deles próprios chamam, trazem relatórios de "perda de período de tempo", sondagem corporais, extração de esperma, impregnação, um estranho projeto para criar um híbrido/ alien-raça humana e avisos apocalípticos.
De acordo com vários estudos, o número de pessoas a nível mundial em comunicação alienígena e raptos atinge as centenas de milhares. Como não há provas conclusivas física, o debate quanto a saber se estas histórias são verdadeiras ou não poderia durar para sempre. Em vez disso, me tornei mais interessada na pessoas - aqueles que tiveram suas vidas tanto dilaceradas e transformada por estas experiências.
O que acontece quando o inexplicável invade as nossas vidas, e como reagir quando vidas e relações tensas credulidade chega a um ponto crucial ? Esta é a principal questão que eu decidi explorar. Este é um filme sobre a experiência humana - cerca da saudades de ligação e medo de separação.

Quando uma pessoa é confrontada por algo que é tão poderoso, tão indescritível e fora da realidade da vida quotidiana, obriga-a um reexame de tudo que anteriormente acreditava. A experiência redefine cada relacionamento: consigo próprio, com a família, com a própria realidade em si, e com a realidade comunitária. Em relação aos temas do nosso filme, esta experiência tem-se traduzido em uma espécie de Santo Graal, a busca da verdade. Abaixo do sensacional aspecto da abdução alienígena, estão pessoas reais procurando respostas.
"TOUCHED" segue essa "busca" humana para solucionar esse mistério - talvez apenas para descobrir que a resposta é a própria "busca" "viagem".
- Eu agora me chamo de agnóstica. Não estou convencida de que essas pessoas tenham sido visitado por "Aliens", mas creio que algo profundo lhes aconteceu. E talvez, apenas talvez, tudo o que tenham descrito é, de fato, completamente verdade".
Estes registros apagados da memória dos abduzidos, constituem tantos outros traumas que podem ser expostos à luz da razão, e trabalhados com carinho fraterno dissipando assim o desconforto gerado por esta ocultação de memória induzida por aparelhamento alienígena. E num campo mais progressista, os procedimentos em REGRESSÃO DE MEMÓRIA/HIPNOSE REGRESSIVA aparecem como instrumentos de ajuda nos casos de abdução, a fim de pequisar possíveis traumas ou mudança de personalidade e comportamento, finaliza a cineasta.
Através da Regressão de Memória/Hipnose Regressiva é possível a pessoa ser levada até o momento de sua abdução, experIenciar tudo novamente, e o Hipnoterapeuta/Hipnólogo desprogramar aquilo que lhe foi imputado, quer seja através de telepatia ou implantes, se isto não lhe foi benéfico. 
Cassyah Faria
Hipnóloga, especializada em Vidas Passadas, Regressão de Memória e Abdução.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...